sexta-feira, janeiro 30, 2009

Será o fim do jornalismo impresso? – parte 2


Circulação de jornais cresce 5% em 2008

A circulação média diária de jornais no Brasil cresceu 5% em 2008 em relação a 2007. O número médio de exemplares vendidos passou de 4,14 milhões para 4,35 milhões. Apesar do crescimento, o resultado é inferior ao alcançado em anos anteriores. Em 2007 o aumento foi de 11,8% e em 2006, de 6,5%. Os dados são do Instituto Verificador de Circulação (IVC).

É prematuro qualquer análise no momento: “O crescimento de 2007 é que foi muito alto. Ainda está um pouco cedo para fazer qualquer estimativa. Mas acreditamos que, mesmo com o cenário desfavorável, existem boas oportunidades para a circulação de jornais ter um bom comportamento, de continuar crescendo em 2009”, diz Ricardo Costa, diretor-geral do IVC.

O diretor-executivo da Associação Nacional de Jornais Ricardo Pedreira comemorou o resultado alcançado no ano. Também considera cedo para fazer previsões para 2009, mas acredita em crescimento, principalmente dos jornais populares.

“É um crescimento bastante bom, embora seja menor que o alcançado em 2007. Mas não havia qualquer expectativa que a gente pudesse repetir o mesmo resultado de 2007. A explicação principal para esse crescimento continua sendo o jornal popular. Para 2009, acreditamos que ainda existe espaço para crescimento, principalmente nas camadas populares”, avalia.

Super Notícia cresce 27% – O mineiro Super Notícia é um exemplo disso. Em 2007 ocupava o quinto lugar no ranking de circulação. Em 2008 foi o segundo. As vendas do jornal, que custa R$ 0,25, aumentaram 27,02% em um ano, deixando para trás os tradicionais O Globo e O Estado de S. Paulo.

Folha é o jornal com maior circulação – A Folha de S. Paulo continua na ponta do ranking, fechando 2008 com circulação média diária de 311.287 exemplares, 2,87% maior que em 2007. Ela é seguida pelo Super Notícia, com média de 303.087.

O Globo, que em 2007 ocupava o segundo lugar no ranking de circulação, também foi ultrapassado pelo Extra. Não por ter perdido circulação, mas por crescer em um ritmo mais lento, apenas 0,38%, com média diária de 281.407. O Extra cresceu 5,05%, alcançando 287.382.

O Estado de S. Paulo aparece em quinto lugar, com 245.966 e crescimento de 1,82%. Na lista dos 15 maiores jornais diários, apenas O Dia e o Diário de S. Paulo perderam circulação em 2008.

Está no Comunique-se, de 29/01/2009.

(Ao lado, o ranking dos jornais mais vendidos no Brasil)

_________________________________________

+ do assunto no blog:
Será o fim do jornalismo impresso?
+ Do assunto na internet:
New York Times
Portal Imprensa
Overmundo
Jornal dos Debates