domingo, outubro 24, 2010

Retratos de Serra, o santo

O pré-candidato à Presidência da República, José Serra, durante a premiação do 1º Prêmio Top Etanol, realizado no Via Funchal, em São Paulo, SP.
Fotógrafo: Leo Pinheiro
Foto Produzida em: 07/06/2010

sexta-feira, outubro 22, 2010

Canoa canoa desce



Barcos, veleiros e remadores do cotidiano da Ilhabela, único município-arquipélogo do Brasil, localizado no litoral norte de São Paulo. Fotos: Renan Damasceno, outubro/2010

quinta-feira, outubro 21, 2010

Hoje é dia de Dizzy


O Google homenageia hoje, 21 de outubro, os 93 anos de nascimento de Dizzy Gillespie, ao lado de Charlie Parker, considerado pai do bebop e um dos principais difusores do Latin Jazz na América.

Dizzy nutria grande admiração pela música brasileira, gravou Chega de Saudade, de Tom (música) e Vinícius (letra), além de raríssimas sessões com o Trio Mocotó, em São Paulo (1974) – gravações reencontradas no começo de 2009 e que se transformara em uma das mais cobiçadas peças de colecionadores.

"Acho que em 15, 20 anos a música dos Estados Unidos, de Cuba e do Brasil, que são as mais importantes do mundo, vão se tornar uma só. E eu vou estar aí pra ver"

Dizzy não viu sua profecia, feita em 1985, se concretizar, pois morreu oito anos mais tarde.

Abaixo, gravação de No More Blues (Chega de Saudade), na riviera francesa, em 1965:




Trumpet - Dizzy Gillespie
Saxaphone/Flute - James Moody
Bass - Christopher White
Piano - Kenny Barron
Drums - Rudy Collins




___________________________

Conforme já apresentou este blog, Dizzy gravou, em turnê por terras brasileiras, em 1974, um disco raríssimo com o Trio Mocotó, material nunca lançado, que ficou sumido até 2009. Sobre Dizzy e a música cubana, leia isso . O bebop é citado no texto O Jazz na tela grande. A música cubana, por regra, foi representada pelo post sobre Buena Vista Social Club e demais ritmos latinos estão aqui.

sábado, outubro 09, 2010

Retratos de Plínio, o velho



"O problema não é a idade do Plínio.O problema é a idade das ideias do Plínio.", Sandro Vaia

foto: André Coelho/Agência O Globo

In Vento Cais



Para quem quer se soltar invento o cais
Invento mais que a solidão me dá
Invento lua nova a clarear
Invento o amor e sei a dor de me lançar
Eu queria ser feliz
Invento o mar
Invento em mim o sonhador
Para quem quer me seguir eu quero mais
Tenho o caminho do que sempre quis
E um saveiro pronto pra partir
Invento o cais
E sei a vez de me lançar

terça-feira, outubro 05, 2010

Centoequatro Jazz

O som reverbera pelo salão amarelado
Do centenário Centroequatro.

Reluz o sax, bailam
bonecos de arame
Mesas e cadeiras
No compasso do jazz




Como se preparar para trabalhar em assessoria

Do blog Novo em Folha

Atualmente, a área de assessoria de imprensa implica que o profissional tenha mais habilidades do que as de um jornalista “puro”. As demandas das organizações públicas ou privadas envolvem hoje conhecimentos de marketing/branding, relações públicas e institucionais, redes sociais, comunicação interna e outras áreas do que se chama “comunicação corporativa”.

Assessoria de imprensa faz parte de um plano muito mais amplo, no qual o relacionamento com a imprensa deve estar alinhado com as outras ações de comunicação da organização, seja na publicidade, no relacionamento com parceiros e funcionários e com instituições do poder público e da sociedade civil.

Se esse profissional atuar diretamente nas organizações, como funcionário, certamente terá de planejar a estratégia dessas atividades.

Se atuar em agências de comunicação, terá de apoiar o cliente no planejamento e na execução.

Portanto, além do “skill” próprio do jornalista – ter “faro” para o que é notícia dentro das empresas e elaborar boas pautas, além de conhecer a linha editorial dos veículos e a dinâmica dos fechamentos --, o profissional de assessoria de imprensa deve procurar cursos e experiências que o atualizem nas áreas citadas acima.

Hoje, uma demanda muito forte das companhias tem sido o trabalho de comunicação em redes sociais. É uma especialização que o profissional de assessoria de imprensa deve procurar desenvolver – até para eventualmente indicar que esse trabalho é absolutamente desnecessário e infrutífero para muitas empresas que “acham” que devem atuar na web (nem todas precisam porque seus públicos não estão na rede).

(Nem) Tudo é Jazz 2010 - Ouro Preto/MG - Set.2010