sábado, junho 19, 2010

Sudanês Manute Bol morre aos 47 anos

Renan Damasceno

Morreu no início da tarde deste sábado, aos 47 anos, em Kansas City (EUA), o ex-jogador de basquete sudanês Manute Bol. O jogador, que atuou na liga norte-americana de 1985 a 1994, estava internado desde 12 de maio com problemas renais e Síndrome de Stevens-Johnson, que causa a separação de camadas da pele, parecido com o que acontece com vítimas de queimaduras.


Nos últimos anos, Manute, que ficou famoso pela imensa estatura (2,31) e pouquíssimo peso (102 Kg) , se dedicou ao ativismo social em seu país, construindo escolas e ajudando tribos dizimadas pela guerra civil.

Desde 2006, Bol, que é filho do chefe da tribo Dinka, ao sul do país, está envolvido com a ONG Sudan Freedom Walk, que discute soluções para o fim do genocídio na região de Darfur.

Bol é o único jogador na história da NBA com mais tocos do que pontos em sua carreira ( 2,086 contra 1,599). O pivô passou pelo Golden State Warriors, Philadélphia 76ers e Washington Bullets e Miami Heat. A partir de 1996, jogou em ligas paralelas nos Estados Unidos, como a Continental Basketball Association (CBA) e United States Basketball League.


Manute foi o primeiro jogador nascido na África draftado na NBA, no segundo round de 1985 . Draft é um sistema de escolha de jogadores, universitários ou não, promovido pela NBA. no qual os times mais fracos tem direito aos melhores atletas. Depois do sudanês, vários outros afrcanos ganharam destaque na liga, como super-pivô Dikembe Mutombo (Congo), o bicampeão Hakeem Olajuwon
(Nigéria)

Muito querido pelos companheiros de quadra (como a amizade com o astro Charles Barkley, companheiros de 76ers) e pelos fãs, uma página foi criada no Facebook para incentivar sua melhora. O nome da página é “Manute Bol, get well soon” (Manute Bol, melhore logo).






Manute bol dead 47 age Manute bol dead dead manute bol team carrer age manute bol blocks video life manute bol sudain

Um comentário:

jefhcardoso disse...

Bonita a história de Bol, e que seu trabalho continue por outros sudaneses.
Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com